28 de abr de 2018

Reflexão de Vida
Peterson Flores06:13 2 comentários



A vida é um bem precioso
Muitas das vezes não há enxergamos como esse bem valioso
As vezes precisamos perder, para poder parar e refletir
Na correria do dia dia, nos tornamos refém da tecnologia
Esquecendo de aproveitar o que realmente é o mais importante
Estar perto de quem amamos!

Dizemos muitas bobagens, damos atenção a coisas fúteis
Vivemos sempre como se tivéssemos mil e mais mil anos de vida ainda pela frente
Sempre vamos seguindo em frente, nunca voltamos
O tempo passa e não volta, muito menos para
A cada novo amanhecer é o futuro que hoje se torna presente e amanhã será o passado
Demonstre carinho hoje, pois amanhã talvez seja apenas um arrependimento
Ame hoje, pois amanhã talvez nunca chegue
Há pessoas que de fato vem pra ficar e outras vão e nunca mais voltam
Deixando saudades, vivendo presente em nossas lembranças
Seja o seu jeito de sorri, olhar, de falar, manias, aquele defeito que nos irritava tanto

Hoje pela madrugada acordei, sem internet, comecei a mexer no meu pc
Vasculhando os arquivos, organizando, excluindo coisas desnecessárias
Eu encontrei um print de nossa conversa meu amigo
Que saudade me bateu, que dor no coração
Queria tanto poder te abraçar de novo, ter aceitado aquele convite pra sair
Está perto de você, mas eu estava cheio de trabalho, tarefas da faculdade
E não pode te encontrar, deixando pra depois o que podia fazer hoje
Infelizmente o depois foi tarde demais
Hoje você é apenas uma lembrança em meu coração.

Em Homenagem ao meu amigo, eterno, Diego Barbosa.

Por: Peterson

25 de abr de 2018

WordPress – Redirecionar usuário após logar no Site
Peterson Flores22:24 0 comentários



Resolvi começar a compartilhar meus conhecimentos em wordpress no blog. Hoje eu começo com uma dica muito simples e eficaz.
Eu sou completamente apaixonado pelo sistema wordpress. Ele facilita muito a vida de nós designer. Você apenas instala os plugins e cada vez mais seu site se torna profissional e dinâmico. Mas nem sempre os plugins funcionam de maneira correta. Eu particularmente testei o plugin Login with ajax e percebi que o mesmo funcionava algumas vezes, cerca de 80% e outros 20% Não. Mas quero destacar que o meu real intuito ao instalar este plugin era o redirecionamento do usuário após login, para uma determinada página.

Para utilizar a função abaixo, dê duplo clique sobre o código, copie o conteúdo e cole no final do arquivo functions.php do seu tema.

 Abaixo você poderá verificar um código que eu mesmo criei com ajuda do meu professor. Ele direciona o usuário para a página principal do seu site:

/**
* Redirecionar usuário para o site após login bem sucedido.
* Desenvolvido por Peterson e George - http://petersonflores.com
**/

function my_login_redirect( $redirect_to, $request, $user ) {
//o trecho abaixo verifica se existe algum usuário a ser checado
global $user;
if ( isset( $user->roles ) && is_array( $user->roles ) ) {
//checa se o usuário é admin. Se positivo, leva o admin para o painel de administração.
if ( in_array( 'administrator', $user->roles ) ) {
//se for qualquer outro tipo de usuário, leva para a home do site.
return $redirect_to;
} else {
return home_url();
}
} else {
return $redirect_to;
}
}

add_filter( 'login_redirect', 'my_login_redirect', 10, 3 );

No Exemplo 2: Você poderá especificar uma página. Basta adicionar na linha home_url () dentro do parentese a página que você quer. Caso o wordpress do seu site  esteja instalado na raíz vai ser assim:  a página que você quer - www.petersonflores.com/suapagina      como vai ficar home_url ('/suapagina')

/**
* Redirecionar usuário para o site após login bem sucedido.
* Desenvolvido por Peterson e George - http://petersonflores.com
**/

function my_login_redirect( $redirect_to, $request, $user ) {
//o trecho abaixo verifica se existe algum usuário a ser checado
global $user;
if ( isset( $user->roles ) && is_array( $user->roles ) ) {
//checa se o usuário é admin. Se positivo, leva o admin para o painel de administração.
if ( in_array( 'administrator', $user->roles ) ) {
//se for qualquer outro tipo de usuário, leva para a home do site.
return $redirect_to;
} else {
return home_url('/suapagina');
}
} else {
return $redirect_to;
}
}

add_filter( 'login_redirect', 'my_login_redirect', 10, 3 );

Qualquer dúvida poste nos comentários.

13 de mar de 2018

Não se sinta culpado em jogar fora o que é velho
Peterson Flores13:23 0 comentários


A vida precisa de faxina. De reciclagem. De ressignificação.

De tempos em tempos, precisa que a gente mude os móveis de lugar, troque o tapete, pinte a parede de uma cor diferente. Depois de algum tempo, precisa que a gente rasgue alguns papéis, libere espaço nas gavetas, ventile o ambiente, se desapegue daquilo que deixou de ter significado.

Eu costumava me sentir culpado de jogar a maioria dos meus cadernos e trabalhos  da escola fora. Porém, no ano seguinte, outra pilha se somava à anterior, e eu acabava descartando aqueles que havia guardado. Hoje, conservo apenas um de cada ano, e pode ser que lá na frente eu descubra que não faz mais sentido guarda-los também. Porém, no momento ainda é importante para mim. No momento ainda faz sentido manter aqueles cadernos e trabalhos. Me faz recordar de momentos bons e ruins na minha vida. É como se a cada letra e verso quando lida, um filme do passado se passasse na minha frente.

Leva tempo até que a gente se sinta pronto para se desapegar de histórias, objetos, hábitos e pessoas que se quebraram. Como um vaso quebrado, insistimos em colar os cacos, imaginando que podemos manter a peça intacta, como era anteriormente. Nos apegamos aos fragmentos e esquecemos que coisas boas acontecem para quem libera espaços, para quem redimensiona o passado e dá uma chance ao futuro.

Não se trata de vingança. Mas às vezes você tem que parar de direcionar o seu afeto e a sua atenção para quem não é recíproco com você. Deixar de mandar mensagens para quem só aparece quando tem interesse, parar de insistir num encontro para um café com quem sempre arruma uma desculpa, manter distância de quem tenta te diminuir, deixar de ter expectativas após longos silêncios e prolongadas ausências, aprender a se proteger e se valorizar, entendendo que nem sempre gostar muito de alguém é pré-requisito para essa pessoa também gostar muito de você.

Nem sempre ter afeição por alguém é o suficiente para essa relação funcionar. De vez em quando você tem que ter feeling, sensibilidade e diplomacia para se resguardar e se afastar. Fomos educados a agir com tolerância e perdão, mas isso não significa autorizar que algumas pessoas nos subtraiam, ou que nossas vidas fiquem suspensas à espera de um gesto de reciprocidade que nunca ocorrerá. De vez em quando você tem que acordar e perceber que esteve remando o barco sozinho, e que já é hora de parar.

A vida precisa de faxina. E isso inclui fechar algumas portas e dar fim a algumas histórias. Nem tudo cabe em nossa nova etapa de vida, e temos que ser corajosos para abrir mão daquilo que um dia teve significado e hoje não tem mais. Nem sempre é fácil encerrar um capítulo. Porém, às vezes o capítulo já se encerrou faz tempo, só a gente não percebeu.

Por fim, não se esqueça do ditado que diz: “Não guarde lugar para quem não tem intenção de sentar ao seu lado”. Algumas pessoas não valem nosso esforço. Não valem nosso empenho nem intenção de proximidade. Elas simplesmente não fazem questão. E insistir em manter um laço sem reciprocidade só irá nos desgastar, cansar, decepcionar. Quanto antes você entender isso, mais cedo aprenderá a valorizar quem está ao seu lado, seus afetos verdadeiros, sua história bem contada. E enfim adquirirá uma espécie de amor próprio que não lhe permitirá mais remendar porcelanas quebradas. Entenderá de finais e recomeços, e aprenderá a não sentir um pingo de culpa por se amar em primeiro lugar.

11 de mar de 2018

Persistindo No Erro
Peterson Flores20:28 0 comentários


Certa vez ouvi uma pessoa citar uma passagem da Bíblia que dizia o seguinte:
De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados. Lamentações de Jeremias 3:39.
Hoje essa passagem me fez refletir muito sobre a vida e as escolhas que eu faço.
Nem sempre as decisões que tomamos são as certas, as vezes ficamos na dúvidas em outro caso sabemos qual o caminho certo, mas mesmo assim insistimos em ir pelo caminho errado.
Me pergunto se sou masoquista? Pois quem em sã consciência escolhe o caminho do sofrer?

É uma forte briga no interior cabeça vs coração, a sabedoria vs o sonhador. Nesse combate quem na maioria das vezes sai ganhando é o coração. Ele consegue imobilizar  todo o meu ser, me prende, me faz refém de mim mesmo...

Então eu acabo me vendo num circulo reclamando, me lamentando, chorando e triste com os acontecimentos na minha vida. Muita das vezes até ouso em perguntar pra Deus se eu merecia sofrer assim? Se aquilo era um castigo?
Tadinho de Deus! Como ele pode ser culpado das minhas escolhas? Eu sou um ser livre. Posso escolher ser de qualquer jeito. Como dizia o grande Isacc Newton :
Para toda ação, existe uma reação.
Sempre que tomamos alguma decisão, as consequências podem ser boas, ou ruins.

É tão fácil jugar a vida alheia, conseguir soluções para problemas de terceiros, mas quando estamos dentro, vivendo na pela a tarefa mais difícil é dar um xeque mate e fazer a sabedoria ganhar.


Por: Peterson Flores


10 de mar de 2018

Significado da Coruja
Peterson Flores09:36 0 comentários

Fiquei completamente encantando ao descobrir o que significa a imagem da Coruja que tive que vir aqui e compartilhar. :)

A coruja simboliza a reflexão, o conhecimento racional e intuitivo. Na mitologia grega, Athena, a deusa da sabedoria, tinha a coruja como símbolo. A palavra inglesa para definir coruja é owl.
Os gregos consideravam a noite o momento propício para o pensamento filosófico. Pela sua característica de animal notívago (noturno), era vista pelos gregos como símbolo da busca pelo conhecimento.
Havia uma tradição que dizia que quem come carne de coruja adquire seus dons de previsão e clarividências, mostrando poderes divinatórios.
Enquanto todos dormem a coruja fica acordada, com os olhos arregalados, vigilante e atenta aos barulhos da noite. Por isso, representa para muitas culturas uma poderosa e profunda conhecedora do oculto.
A coruja tem a particularidade de conseguir girar o pescoço em até 270º para observar algo ao seu redor, permanecendo com o resto do corpo sem o menor movimento. A grande capacidade de visão e audição torna as corujas exímias caçadoras.
A coruja é escolhida como mascote dos escoteiros e dos cursos universitários de Filosofia, Pedagogia e Letras.
O termo "coruja" geralmente é aplicado ao pai ou a mãe que ressalta com um certo exagero as qualidades dos filhos. É extensivo a outros familiares como tios, avós e outros.
Uma das espécies mais conhecidas é a coruja-buraqueira, que tem esse nome porque vive em buracos existentes no chão. Muitas vezes a coruja-buraqueira utiliza um buraco que foi feito e abandonado por outro animal, apesar de ser capaz de escavar o seu próprio buraco.